Apoios:

   

.

Breve Introdução

A Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), a Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH), a Associação Cabo-Verdiana de Recursos Hídricos (ACRH) e a Associação Aquashare Moçambique informam que o 13º Simpósio de Hidráulica e Recursos Hídricos dos Países de Língua Portuguesa se realizará de 13 a 15 de Setembro de 2017, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), no Porto, Portugal, sob o tema “Gestão Sustentável da Água”, propondo 12 temas gerais e um tema especial dedicado a “Objectivos do Desenvolvimento Sustentável e a Melhoria da Qualidade da Água em África”.

Mensagem
Francisco Taveira Pinto

Presidente da Comissão Organizadora Local e Internacional

Presidente da Comissão Directiva da APRH

Caros Amigos

A Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), em colaboração com outras Associações congéneres dos Países de Língua Portuguesa, vai organizar mais um SILUSBA, o 13º, na cidade do Porto, Portugal.

As questões em torno dos Recursos Hídricos continuam a ser de importância vital para o Mundo e não podemos pensar nas questões da água que precisamos e consumimos, sem darmos a devida importância ao recurso base e como o gerimos. Por isso é necessário continuar persistentemente na defesa de uma Gestão Sustentável da Água, que enquadre a defesa dos Recursos Hídricos como elemento de base a todo o círculo urbano da água. Este enquadramento torna-se ainda mais importante numa perspectiva de escassez e de dificuldades de gestão, como acontece em alguns países de língua oficial Portuguesa. Por este motivo é dada uma especial relevância ao enquadramento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e da sua importância na melhoria da qualidade da água em África.

Nos próximos anos e décadas, o mundo continuará a enfrentar algumas situações de déficit de água, sendo por isso necessário melhor a sua gestão. É urgente mudar a forma como os Recursos Hídricos são usados e geridos de forma a serem atingidos os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

De acordo com o Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento de Recursos Hídricos “Os recursos hídricos são um elemento-chave nas políticas de combate à pobreza, mas por vezes são ameaçados pelo próprio desenvolvimento. A água influencia diretamente o nosso futuro, pelo que é necessário mudar a forma como avaliamos, gerimos e usamos esse recurso, em face da procura crescente e também da sobre-exploração das reservas subterrâneas.”

Há hoje um consenso internacional de que água é essencial para que muitos desses objetivos sejam atingidos.

A água está intrinsecamente ligada a questões como as alterações climáticas, agricultura, segurança alimentar, saúde, energia, equidade, género e educação. A água é essencial para o crescimento da economia e para o combate à pobreza, e também é diretamente afetada pelo desenvolvimento económico. Para encontrar uma solução para esse desafio, é preciso encontrar um equilíbrio entre a procura e a oferta.

Apesar do progresso considerável que tem sido realizado recentemente muitas pessoas ainda não têm acesso a fontes de água potável de qualidade, sendo os mais  desfavorecidos os mais afectados. Por outro lado para responder às necessidades de uma população em constante crescimento, os setores da agricultura e da energia precisam de produzir cada vez mais. A procura por bens manufaturados também está a aumentar, o que, por sua vez, impõe maior pressão sobre os recursos hídricos.

Em todo este contexto a APRH acredita mais uma vez que o 13º SILUSBA será um fórum essencial para a discussão destes problemas, propondo um conjunto de temas que vão de encontro a essa conjuntura e à necessidade de se definirem metas e formas de atingir os ODS.

Por isso estão todos convidados e espero contar com a vossa presença.

Mensagem
Vladimir Caramori Borges de Souza

Vice-Presidente da Comissão Organizadora Internacional

Presidente da Comissão Directiva da ABRH


É com enorme satisfação que iniciamos a organização de mais um SILUSBA, momento de reunir os colegas de países de língua oficial portuguesa em torno dos temas relativos a Água. Em um ambiente global, onde se destacam os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), e de aprendizado coletivo, onde as experiências locais e nacionais contribuem para compartilhar o conhecimento em busca da “Gestão Sustentável da Água”, tema central do SILUSBA, buscamos promover o conhecimento em benefício de toda a sociedade.

A diversidade de origem das pessoas que participam do SILUSBA cria um ambiente de solidariedade em torno do tema da água. Solidariedade no sentido lato, de compartilhamento. A troca de experiências em gestão de risco de extremos, gestão de águas compartilhadas ou transfronteiriças, de conhecimento em variabilidade climática, e questões relacionadas à qualidade da água, em governança e economia verde, entre outras, devem contribuir para atingir níveis mais elevados de governança.

Nosso desafio é integrar o conhecimento acadêmico-científico/técnico-institucional, compartilhar as experiências locais e nacionais, em diferentes níveis (do cidadão aos níveis de governança), promovendo políticas públicas que possam, de fato, promover a sustentabilidade.

Frequentemente observamos referência à necessidade de integração de políticas públicas mas, de fato, a integração frequentemente ocorre apenas em momentos de crise ou de grandes desastres naturais. Isso fica evidente, por exemplo, em momentos de crises de escassez, onde podemos observar grande mobilização de toda uma comunidade e do poder público na busca das soluções, ou em grandes desastres naturais, onde os desequilíbrios causados trazem impactos imediatos a todos os usuários da água. A mesma integração e sinergia não é observada de forma contínua em problemas cotidianos, como os desequilíbrios do sistema natural nas áreas urbanas ou ribeirinhas, que trazem grande impacto para a vida.

Promover a Gestão Sustentável da Água ou alcançar os ODS traz o desafio de integração permanente, de ampliar e compartilhar o conhecimento pleno dos impactos causados pelo homem, de mecanismos mais eficientes de uso da água e melhoria de sua qualidade.

Em seu temário, o SILUSBA é, ao mesmo tempo, abrangente, para permitir que possamos ampliar as discussões em torno das questões da água em busca da sustentabilidade, e específico, para permitir que possamos aprofundar as discussões.

Assim, é com grande satisfação que iniciamos essa jornada, convidando nossa comunidade a se juntar a esse universo de experiências que buscam um interesse comum: a Gestão Sustentável da Água.

A Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH) sente-se honrara em participar desse processo.