Lisboa, 5 e 6 de Março de 2009

Laboratório Nacional de Engenharia Civil

 

 

A data limite para apresentação dos Resumos das Comunicações é 13 de Fevereiro de 2009.

 

OBJECTIVOS

 

A integração de Portugal na União Europeia tem conduzido a enormes desafios e responsabilidades no âmbito dos recursos hídricos em geral e das águas subterrâneas em particular.

Componente fundamental do ciclo hidrológico, a água subterrânea desempenha em Portugal um papel relevante no desenvolvimento económico e social, nomeadamente na agricultura, na indústria e no abastecimento de água para consumo humano.

A recente transposição para o direito nacional de um vasto conjunto de directivas e diplomas associados à recente reorganização das entidades de gestão dos recursos hídricos, as Administrações de Região Hídrográfica (ARH), são exemplos da dinâmica actual dos temas relacionados com os recursos hídricos. A participação de todos é um acto de cidadania.

Noutra vertente, a água subterrânea, enquanto recurso geológico, assume um papel relevante na economia nacional, nomeadamente no caso das águas minerais naturais, nas águas de nascente ou em sectores como o hidrotermalismo.

Dando seguimento a eventos semelhantes, que a APRH vem organizando desde 1993, lança-se uma vez mais um Seminário sobre Águas Subterrâneas, com o objectivo de promover um amplo debate sobre o estado do conhecimento e os trabalhos desenvolvidos em Portugal nos últimos anos, nos diferentes aspectos quantitativos e qualitativos das águas subterrâneas.

Este Seminário dirige-se, não apenas a técnicos e estudantes da área da Hidrogeologia, mas também a todos os que trabalham e se preocupam com os Recursos Hídricos em geral.

 

 

LOCAL E DATA

 

O Seminário decorrerá nos dias 56 de Março de 2009, nas instalações do Laboratório Nacional de Engenharia Civil em Lisboa.

 

 

ORGANIZAÇÃO

 

Este Seminário é organizado pela Comissão Especializada de Águas Subterrâneas (CEAS) da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH).

 

 

COMISSÃO ORGANIZADORA

 

- Albino Medeiros
- Maria Manuela Simões
- José Manuel Marques
- Manuel Mendes Oliveira

 

 

COMUNICAÇÕES

 

Aceitam-se Comunicações no âmbito da Hidrogeologia versando, entre outros, os seguintes temas:

  1. Águas Subterrâneas vs. Alterações Climáticas
  2. Planeamento e Gestão de Recursos Hídricos Subterrâneos
  3. Qualidade da Água e Poluição das Águas Subterrâneas
  4. Vulnerabilidade de Aquíferos
  5. Protecção e Remediação de Águas Subterrâneas
  6. Prospecção e Exploração das Águas Subterrâneas
  7. Métodos Geofísicos Aplicados à Hidrogeologia
  8. Modelação Estocástica e Determinística em Hidrogeologia
  9. Águas Subterrâneas em Obras de Engenharia
  10. Águas Subterrâneas nos Estudos de Avaliação de Impacte Ambiental
  11. Interacção entre Águas Superfíciais e Águas Subterrâneas
  12. Hidrogeologia Urbana
  13. Águas Minerais e Hidrotermalismo
  14. Ecohidrologia vs. Sustentabilidade das Águas Subterrâneas
  15. Águas Subterrâneas e Saúde Pública
  16. Economia das Águas Subterrâneas
  17. Aspectos Legislativos das Águas Subterrâneas
  18. Ensino e Investigação em Águas Subterrâneas

A data limite para apresentação dos Resumos das Comunicações é 13 de Fevereiro de 2009.

Os Resumos deverão contemplar no máximo uma página A4, c/ margens 2.5cm, Times New Roman 10, espaçamento simples, incluindo título (em maiúsculas), autores, instituições, palavras-chave (máximo de 5), figuras e referências bibliográficas. Os Resumos apresentados ao Seminário serão editados em CD. Algumas das Comunicações poderão vir a ser seleccionadas tendo em vista a sua possível publicação em volume especial da Revista Recursos Hídricos sobre o tema “Águas Subterrâneas”, após autorização prévia dos autores.

 

 

PROGRAMA

 

 

 

5 de Março – 5ª feira – 9:30-9:45h

 

 

Sessão de abertura

 

 

9:45-11:00h

 

1

A. Carvalho; J.Espinha Marques; J.M. Marques; O. Neves; P. Carreira

CONTAMINAÇÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E SOLOS POR CLORETO DE SÓDIO NA REGIÃO DA SERRA DA ESTRELA: RESULTADOS PRELIMINARES

2

Manuel M. Oliveira

COMPARAÇÃO DOS RESULTADOS DA APLICAÇÃO DE DUAS ABORDAGENS DE CÁLCULO DA RECARGA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS À SUB-BACIA HIDROGRÁFICA A MONTANTE DA E.H. DE PONTE DE PANASCO

3

Bruno Rodrigues; Tiago Miranda; José Paulo Monteiro

REFLEXÃO SOBRE OS ENSAIOS DE CAUDAL NO ALGARVE-SUA EXECUÇÂO AO LONGO DAS ULTIMAS DÉCADAS E PANORAMA ACTUAL

4

Paula Galego Fernandes; Paula Carreira; Dina Nunes; Mohammed Bahier

BALANÇO DE MASSAS E ANÁLISE DE COMPONENTES PRINCIPAIS NO ESTUDO DOS RECURSOS HÍDRICOS DA BACIA DE ESSAQUIRA (MARROCOS)

 

Intervalo 11:00h-11:30

 

 

11:30-12:45h

 

5

Emília Novo; J.P. Lobo Ferreira

METODOLOGIAS DE MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS DOS FOGOS – ENQUADRAMENTO E AVALIAÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE ACÇÃO

6

J.P. Lobo Ferreira; Emília Novo; Manuel M. Oliveira; Helena Lopes; Luís Quinta Nova; paulo Fernandez; Teresa Leitão; Isabel Laranjeira; Eduardo Paralta

DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE UMA METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS DOS FOGOS SOBRE O CICLO HIDROLÓGICO (CASO DE ESTUDO: MANTEIGAS)

7

Teresa Leitão; Isabel Laranjeira; J.P. Lobo Ferreira; Patricia Terceiro

IMPACTE DOS FOGOS FLORESTAIS NA QUALIDADE DA ÁGUA

8

Malva Mancuso; S.G. Azevedo Filho

UTILIZAÇÃO DE MODELAÇÃO MATEMÁTICA NA PREVISÃO DO IMPACTE HIDROGEOLÓGICO DE ALBUFEIRAS. ALBUFEIRAS DE PIRAJU, BIRITINA-MIRIM E PARAITINGA (SP, BRASIL)

 

Almoço 12:45h-14:15h

 

 

14:15-15:45h

 

9

Malva Mancuso; Alexandre Eduardo Campos; Gerôncio Rocha

A MODELAÇÃO MATEMÁTICA COMO INSTRUMENTO DE SUPORTE À GESTÃO INTEGRADA DOS RECURSOS HÍDRICOS EM BACIAS HIDROGRÁFICAS. RIBEIRÃO GALANTE (SP, BRASIL)

10

Júlio F. Ferreira da Silva

ANÁLISE DOS EFEITOS DUMA SECA NA GESTÃO DAS EXTRACÇÕES DE ÁGUA DOCE DE AQUÍFEROS COSTEIROS

11

Júlio F. Ferreira da Silva

ANÁLISE E MODELAÇÃO DE SUCESSÕES CRONOLÓGICAS DE PARÂMETROS DE QUALIDADE DA ÁGUA DE AQUÍFEROS COSTEIROS DO ALGARVE

12

Albino Medeiros; Elsa Teixeira

CONCEPTUALIZAÇÃO DO CIRCUITO HIDROMINERAL DAS TERMAS SALGADAS DA BATALHA

13

Eduardo Paralta; Luís Ribeiro

EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA AQUÍFERO DOS GABROS DE BEJA NO CONTEXTO DA DQA

 

Intervalo 15:45-16:15h

 

 

16:15-17:30h

 

14

José Manuel Marques; H.Graça; H.G.M. Eggenkamp; P.M. Carreira; M.J. Matias; B. Mayer; D.Nunes; V.N. Trancoso

AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DAS ÁGUAS TERMAIS DAS CALDAS DA RAINHA (PORTUGAL): CONTRIBUIÇÕES DE TRAÇADORES GEOQUÍMICOS E ISOTÓPICOS.

15

J.P.Lobo Ferreira; Catarina Diamantino

APLICAÇÃO DE METODOLOGIAS DE RECARGA ARTIFICIAL NO SISTEMA AQUÍFERO DA CAMPINA DE FARO (PROJECTO GABARDINE)

16

Luís Pedro Almeida; Adriano Miguel Oliveira; Nuno M. António; Benjamim Martins, José Paulo Monteiro

ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA DENSIDADE DE DRENAGEM Á ESCALA REGIONAL NO ALGARVE

17

J.P.Lobo Ferreira; Manuel Oliveira; Teresa Leitão; Almir Cirilo; Jaime Cabral; Suzana Montenegro; Valéria Góes

O USO SUSTENTÁVEL DOS RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES SEMI-ÁRIDAS.

 

6 de Março – 6ª feira – 9:30-11:00h

 

18

M.ª José Afonso; Ana Pires; Hélder Chaminé; José Marques

AVALIAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS SUBTERRÂNEOS COM RECURSO À CARTOGRAFIA SIG: O CASO DE ESTUDO DA ÁREA URBANA DO PORTO

19

David Silva; Júlio Carneiro; Rui de Melo

HIDROGEOLOGIA DA BAIXA POMBALINA: CONSTRUÇÃO DE SIG E ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS NÍVEIS PIEZOMÉTRICOS

20

V. Noronha; R. Calado; A. Simões

CONCENTRAÇÕES ELEVADAS DE ARSÉNIO EM ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO, NA LEZÍRIA DO TEJO: FACTORES DE RISCO E CONSEQUÊNCIAS PARA A SAÚDE HUMANA

21

Manuela Simões

MODELO HIDROGEOLÓGICO CONCEPTUAL DO SISTEMA AQUÍFERO CENOZÓICO DA BACIA DO BAIXO TEJO

22

A.P. Pereira; M.R. Pereira; A. Costa; J.F.Rodrigues

POTENCIALIDADES DOS AQUÍFEROS ASSOCIADOS A ROCHAS QUARTZÍTICAS DAS SERRAS DA GARRAIA E SANTA COMBA – TRÁS-OS-MONTES

 

Intervalo 11:00h-11:30h

 

 

11:30-12:45h

 

23

João Ferreira; M.ª Conceição Cunha; João Vieira; J. P. Monteiro

EXPLORAÇÃO OPTIMIZADA DE AQUÍFEROS. APLICAÇÃO AO SISTEMA AQUÍFERO QUERENCA-SILVES

24

P.M. Carreira, J.M. Marques, D. Nunes, A. Pina, A. Gomes Mota & F. Monteiro Santos

APLICAÇÃO DE ISÓTOPOS AMBIENTAIS NA IDENTIFICAÇÃO DE SALINIZAÇÃO DOS AQUÍFEROS COSTEIROS DA ILHA DE SANTIAGO – CABO VERDE

25

M.R.Carvalho; P.M. Carreira; M.C.R. Silva; A. Vieira da Silva; D. Nunes

CARACTERIZAÇÃO GEOQUÍMICA E ISOTÓPICA DE ÁGUAS DO MACIÇO ÍGNEO DE SINTRA (PORTUGAL): CONTRIBUIÇÃO PARA A DEFINIÇÃO DE CIRCUITOS SUBTERRÂNEOS

26

Hermanus Eggenkamp

CHLORINE ISOTOPES IN GROUNDWATERS, A UNIQUE DIFFUSION TRACER.

 

Almoço 12:45h-14:15h

 

 

14:15-15:30h

 

27

Júlio F. Ferreira da Silva

MODELO ESTOCÁSTICO-DETERMINÍSTICO PARA ANÁLISE DOS EFEITOS DO INCREMENTO DA RECARGA EM AQUÍFEROS COSTEIROS FACE ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E À SUBIDA DO NÍVEL DO MAR

28

Teresa Leitão; J.P.Lobo Ferreira

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E A QUALIDADE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

29

Emília Novo; J.P. Lobo Ferreira

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

30

Rogério Mota

GEOFÍSICA APLICADA ÀS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS: CASOS DE ESTUDO DE CONTAMINAÇÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E EVOLUÇÕES TEMPORAIS DA RESISTIVIDADE ELÉCTRICA.

 

15:30-16:00h

 

 

Sessão de Encerramento

 

 

 

 

 

INSCRIÇÕES

 

A inscrição no Seminário deverá ser feita mediante o preenchimento da ficha anexa.
Os custos de inscrição são os seguintes:
Associados da APRH--------------------------------------- 75 €
Não Associados-------------------------------------------- 100 €
Estudantes (Licenciatura ou Mestrado)--------------- 25 €
O pagamento da inscrição deverá ser feito para:
ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS RECURSOS HÍDRICOS
a/c LNEC  - Avª do Brasil, 101 - 1700-066 Lisboa Codex

 

 

INFORMAÇÕES

 

Para informações adicionais contactar:
ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS RECURSOS HÍDRICOS
a/c LNEC - Avª do Brasil, 101 - 1700-066 Lisboa Codex
Tel.   21 844 3428        
Fax  21 844 3017
E-mail  This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

Brochura (contém a ficha de inscrição) - PDF