14.º Congresso da Água

APRESENTAÇÃO

O 14.º Congresso da Água realiza-se em Évora, de 7 e 9 de março de 2018, e é dedicado ao tema “Gestão dos Recursos Hídricos: Novos Desafios”.

A Gestão de Recursos Hídricos e os Novos Desafios, como os que se relacionam com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas, nunca deixaram de ser atuais ao longo do tempo e cuja realidade do dia a dia reforça essa ideia.

De facto, assegurar a disponibilidade de água e o saneamento para todos, alcançar a segurança do abastecimento, promover o crescimento económico sustentado, assegurar energia a custos acessíveis, tornar as cidades resilientes, promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, das florestas e dos recursos marinhos e combater as mudanças climáticas e os seus impactos são novos, mas já problemas antigos que continuam por resolver na sua totalidade.

Por outro lado, as questões como a qualidade das massas de água, as reservas estratégicas de Recursos Hídricos superficiais e subterrâneas, os fenómenos extremos, de escassez, seca e inundações, a utilização dos Recursos Hídricos para fins múltiplos, o apoio no combate aos incêndios, vêm reforçar a importância do reforço da defesa e da promoção dos Recursos Hídricos, tal como a APRH sempre defendeu desde 1977.

Neste contexto o Congresso da Água constitui o fórum certo para debater e reunir na sequência de um período crítico para a Gestão dos Recursos Hídricos a vários níveis, que afetou a sociedade na área da gestão dos Recursos Hídricos, exigindo mudanças organizativas e ações que minimizem esses problemas no futuro.

Será que no próximo Congresso da Água vamos ter que voltar a falar dos mesmos problemas ou irá ocorrer alguma evolução?

Esta necessidade de uma Gestão dos Recursos Hídricos mais organizada e eficiente ao nível dos vários e cada vez mais complexos usos, necessita de uma discussão continuada que, estamos certos, ocorrerá neste 14º Congresso da Água.

Neste enquadramento a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH) convida todos os seus associados bem como a restante comunidade técnico-científica para este fórum de debate que permitirá ajudar todos os intervenientes na Gestão dos Recursos Hídricos a encontrarem soluções e bases científicas convincentes para a resolução dos problemas e dos ODS. Este convite é extensível aos países de expressão portuguesa que, com as suas experiências próprias, enriquecem sempre os Congressos da Água.

 

Mensagem do Presidente da Comissão Organizadora

Francisco Taveira Pinto

 

Caros Associados e Amigos

A Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH) vai organizar mais um Congresso da Água, o 14º, na cidade de Évora, no ano em que comemora 40 anos de existência.

As questões em torno dos Recursos Hídricos e da sua Gestão continuam a ser de importância vital para o Mundo e não se pode pensar na água que é precisa e que é consumida, sem se dar a devida importância ao Recurso base e como ele é gerido.

Por isso é necessário continuar persistentemente na defesa de uma Gestão dos Recursos Hídricos, que enquadre a sua defesa intransigente como elemento de base de todo o círculo urbano da água.

Este enquadramento torna-se ainda mais importante numa perspectiva de escassez e de dificuldades de gestão, como acontece atualmente e se verifica periodicamente. Daí a relevância do devido enquadramento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e da sua importância na melhoria da qualidade da água em geral.

Nos próximos anos e décadas, o mundo continuará a enfrentar algumas situações de déficit de água, sendo por isso necessário melhor a sua gestão. É urgente mudar a forma como os Recursos Hídricos são usados e geridos de forma a serem atingidos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, como já tive oportunidade de referir na apresentação deste 14º Congresso da Água.

De acordo com o Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento de Recursos Hídricos “Os Recursos Hídricos são um elemento-chave nas políticas de combate à pobreza, mas por vezes são ameaçados pelo próprio desenvolvimento. A água influencia diretamente o nosso futuro, pelo que é necessário mudar a forma como avaliamos, gerimos e usamos esse recurso, em face da procura crescente e também da sobre-exploração das reservas subterrâneas.”

Há hoje um consenso internacional de que água é essencial para que muitos desses objetivos sejam atingidos. Eles estão intrinsecamente ligados a questões como as alterações climáticas, agricultura, segurança alimentar, saúde, energia, equidade, género e educação. A água é essencial para o crescimento da economia e para o combate à pobreza, e também é diretamente afetada pelo desenvolvimento económico. Para encontrar uma solução para esse desafio, é preciso encontrar um equilíbrio entre a procura e a oferta.

Apesar do progresso considerável que tem sido realizado recentemente muitas pessoas ainda não têm acesso a fontes de água potável de qualidade, sendo os mais desfavorecidos os mais afectados. Por outro lado para responder às necessidades de uma população em constante crescimento, os setores da agricultura e da energia precisam de produzir cada vez mais. A procura por bens manufaturados também está a aumentar, o que, por sua vez, impõe maior pressão sobre os recursos hídricos.

Em todo este contexto a APRH acredita mais uma vez que o 14º Congresso da Água será um fórum essencial para a discussão destes problemas, propondo um conjunto de temas que vão de encontro a essa conjuntura e à necessidade de se definirem metas e formas de atingir os ODS.

O programa incluirá um conjunto de sessões paralelas dedicadas à apresentação de trabalhos técnico-científicos relativos a um vasto conjunto de temas abrangendo a atividade das Comissões Especializadas da APRH bem como um outro conjunto de temas transversais.

Serão também propostas um conjunto de mesas redondas com temas atuais e apelativos que irão proporcionar uma discussão ativa e virada para o seu diagnóstico e resolução.

A ação e envolvimento dos jovens na problemática dos Recursos Hídricos é considerada nos dias de hoje vital e de extrema importância para o futuro. Nesse sentido parte do programa do 14º Congresso da Água será dedicado a atividades organizadas pelo grupo de Jovens Profissionais da APRH.

Por último e não menos importante organizaremos um programa social atrativo, quer para os dias do congresso, que inclui um concerto de música clássica pela Orquestra da Universidade de Évora, quer para o dia de sábado. Não deixe de participar e aproveitar.

Por isso estão todos convidados e espero contar com a vossa presença. Só assim podemos ouvir, ser ouvidos e influenciar o futuro da Gestão dos Recursos Hídricos em Portugal, para além de ajudarmos a APRH a cumprir a sua missão iniciada há 40 anos.

 

Mensagem do Presidente da Comissão Científica

António Chambel

 

O 14º Congresso da Água será organizado em Évora, entre os dias 7 e 9 de Março de 2018, sob o tema “Gestão dos Recursos Hídricos: Novos Desafios”, após dois anos em que a água esteve sob os holofotes públicos pela escassez de precipitação e de recursos nas albufeiras, o que deverá levar a um debate aprofundado quanto à gestão dos recursos hídricos em Portugal, a fim de garantir soluções mais eficazes para o futuro. Soluções como melhores meios de controlo de perdas, quer nas redes de abastecimento, quer a nível da indústria e agricultura, a reutilização de águas residuais domésticas ou industriais para outros fins, ou a recarga artificial de aquíferos devem ser cada vez mais estudadas e aplicadas como forma de aumentar a resiliência dos recursos hídricos.

No plano internacional, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas em 2015 apontam para que os países assegurem até 2030 a disponibilidade de água e saneamento para todos, tornando a água, a sua disponibilidade e qualidade num dos recursos fundamentais para resolver problemas de pobreza no Mundo. De facto, o Índice de Pobreza da Água, que mostra as diferenças entre países no que respeita não só à disponibilidade de água, mas também à sua acessibilidade, capacidade de gestão, uso e integridade ambiental relacionada com a água e os ecossistemas, mostra que os países mais mal classificados neste índice são também os que apresentam maiores índices de pobreza geral das suas populações.

A importância cada vez maior da água em todas as atividades humanas e a importância da mesma nas diversas variáveis ambientais, leva a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH) a convidar todos os seus associados e os restantes especialistas portugueses e dos restantes países de língua oficial portuguesa a participar neste encontro em torno das questões da água numa região que, pela sua posição geográfica, apresenta uma das áreas portuguesas provavelmente mais sensíveis às alterações climáticas previstas para as próximas dezenas de anos.

Esperamos um debate participado, com bases científicas sólidas, e apontando soluções que possam definir o futuro dos recursos hídricos no nosso país e no Mundo, de modo a podermos manter o recurso para utilização das gerações futuras, ao mesmo tempo que garantimos a função ecológica da água.

Bem-vindos a Évora, bem-vindos ao 14º Congresso da Água.